quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Canto


sento-me no banco
e em frente ao computador,
aquele robot hipnotizador,
e canto.

assim passo a tarde,
lado a lado com esta arte.
saio do banco,
e, pela rua, canto.

podia estar a ler,
podia estar a escrever;
mas no entretanto,

eu canto.

1 Comment:

Telma P said...

então canta e continua a cantar! eu sonho e resulta, tu canta!

Obrigada plos comentarios, plas visitas e plas opinioes ^^

fico feliz por te ter "contagiado" co meu blog.. mas deves ser a unica..

em relaçao à dedicatoria para o meu amigo, tens razao podia ter tornado mais impessoal e ter criado uma historia mas entusiasmei me e tornei tudo mt pessoal..ele gostou muito e sim é um amigo como nao ah igual.. ele percebeu a ideia e a surpresa... :)

beijinho e a ver se me inspiro pa que vas la comentar :P